20°C 32°C
Campo Grande, MS
Publicidade

Projeto que reforça direito aos serviços bancários gratuitos é aprovado em 2ª

Pela proposta, as instituições bancárias passam a ser obrigadas a informar aos clientes na abertura das contas, quais serviços são gratuitos, conforme estabelece a Resolução 3.919 do Banco Central, editada em 2010.

04/06/2024 às 19h13
Por: Redação Fonte: Flávio Paes / ALEMS
Compartilhe:
Projeto de autoria do presidente da ALEMS que beneficia o sul-mato-grossense foi aprovado em 2ª votação / Foto: Carlos Godoy / ALEMS
Projeto de autoria do presidente da ALEMS que beneficia o sul-mato-grossense foi aprovado em 2ª votação / Foto: Carlos Godoy / ALEMS

Aprovado em 2ª votação nesta terça-feira pela Assembleia Legislativa, vai à redação final projeto do deputado Gerson Claro (PP) que obriga as instituições bancárias a dar maior transparência aos serviço com gratuidade assegurada aos clientes pelo Banco Central. Saiba mais, clicando aqui. 

Pela proposta, as instituições bancárias passam a ser obrigadas a informar aos clientes na abertura das contas, quais serviços são gratuitos, conforme estabelece a Resolução 3.919 do Banco Central, editada em 2010. Há uma longa lista de serviços que os bancos devem oferecer sem a cobrança de taxas, conforme estabelece o Banco Central.

O pacote de gratuidades inclui, por exemplo, emissão de boletos ou faturas de cobrança; contas abertas por determinação do Poder Judiciário; contas de depósito à vista; fornecimento de cartão de débito e da 2ª via; garantia de quatro saques por mês em guichês; duas transparências de recursos entre conta da própria instituição; fornecimento de ate dois extratos mensais. “Não são raros os casos de clientes que por desconhecimento dos seus clientes, pagam por serviços gratuitos”, comenta Gerson.

Como a omissão ou falta de comunicação adequada sobre o pacote básico gratuito, constitui violação aos direitos do consumidor, os clientes prejudicados poderão recorrer à Justiça para cobrar a devolução, por meio de estorno, as tarifas cobradas indevidamente nos últimos 5 anos.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, além de regulamentar direitos do consumidor na prestação de serviços bancários essenciais, o projeto dá transparência e publicidade a benefícios que a maioria dos clientes ignora.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Campo Grande, MS
23°
Tempo limpo

Mín. 20° Máx. 32°

23° Sensação
3.09km/h Vento
60% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h14 Nascer do sol
06h07 Pôr do sol
Seg 32° 22°
Ter 33° 23°
Qua 32° 18°
Qui 28° 16°
Sex 29° 16°
Atualizado às 21h01
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 361,937,86 -1,58%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Lenium - Criar site de notícias