20°C 32°C
Campo Grande, MS
Publicidade

Geraldo destaca construção de Institutos Federais em Amambai e Paranaíba

Dois municípios de Mato Grosso do Sul integram lista de 100 municípios que vão receber uma unidade do IF até 2026

13/03/2024 às 18h15
Por: Redação Fonte: Redação agenciamsnoticias
Compartilhe:
Geraldo destaca construção de Institutos Federais em Amambai e Paranaíba

O deputado federal Geraldo Resende (PSDB-MS) comemorou o anúncio feito pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante solenidade realizada na manhã desta terça-feira (12) em Brasília, de que Mato Grosso do Sul será contemplado com duas unidades do Instituto Federal: um na cidade de Amambai e outro em Paranaíba. Ao todo, serão 100 novas unidades em todo o país, até 2026.

O parlamentar, que a partir de 2005 trabalhou pela construção de dez campi em municípios sul-mato-grossenses, comemorou: “mais uma vez, Mato Grosso do Sul foi contemplado com essa ação, por meio de intervenções que fizemos junto ao Ministério da Educação. É assim que a gente trabalha, para ver cada vez mais fortalecida a educação, principalmente com o papel importante dos institutos federais na qualificação dos nossos jovens no país”.

Em Mato Grosso do Sul, atualmente o Instituto Federal possui campi nas cidades de Localizados nos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

Para a escolha de Amambai como sede de um novo Instituto Federal em Mato Grosso do Sul, foram levadas em considerações as seguintes características:  é polo da Região Geográfica Imediata de Amambai. Possuí população em torno de 40 mil habitantes; não possui instituições federais e oferta de cursos profissionais técnicos na Região Geográfica Imediata; apenas a UEMS oferta cursos superiores presenciais. É distante do atual campus que atende a região de abrangência (Ponta Porã); possui externalidades positivas em umas das regiões mais pobres do estado.

O município de Paranaíba, por sua vez, foi escolhido por possui, entre outras, as seguintes características; inexistência instituição federal na Região Geográfica Imediata; é Município com população de aproximadamente 42 mil habitantes (11ª maior de MS); possui a 19ª maior economia (1,1% do PIB de MS); possui nível de crescimento médio e ritmo de crescimento significativo (2013/2019); classificado como “em desenvolvimento” no período 2013/2019; apresenta 1.458 matrículas no ensino médio e 16 matrículas na educação profissional técnica.

O que são

Os institutos federais são instituições especializadas na educação profissional e tecnológica, oferecendo também educação básica e superior. Os cursos são gratuitos. Os IFs constituem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, criada em 2008. Os institutos têm como obrigatoriedade legal garantir um mínimo de 50% de suas vagas para a oferta de cursos técnicos de nível médio, prioritariamente na forma integrada, ou seja, junto ao ensino médio.

Atualmente, a rede federal conta com 38 institutos federais, dois centros federais de Educação Tecnológica (Cefets) e o Colégio Pedro II, além de escolas técnicas ligadas a universidades federais. Cada uma destas instituições é composta por campi que atuam como unidades descentralizadas de ensino, dessa forma, o ensino das IFs chega a mais locais. Atualmente, o país conta com mais de 680 unidades. São mais de 1,5 milhão de estudantes matriculados tanto nos grandes centros quanto no interior do país.

Luta histórica

 “Luto para Dourados e outros municípios de Mato Grosso do Sul terem uma instituição de educação técnica desde 2005, em meu primeiro mandato como deputado federal”, afirma Geraldo Resende. O deputado lembra ter sido autor das emendas 1, 2, 3, 9 e 10 ao Projeto de Lei 7.268 do ano de 2006, que dispunham sobre a criação de escolas técnicas e agrotécnicas federais em municípios de Mato Grosso do Sul.

Também apresentou, em 2009, o Projeto de Lei 5531, instituindo um campus do IFMS em Naviraí. Em 2007 e 2001, o parlamentar apresentou novos projetos de leis e emendas com o mesmo objetivo. Em 2012, Geraldo Resende organizou, em conjunto com a Prefeitura Municipal e o IFMS uma audiência pública oficial, para discutir com a sociedade quais cursos seriam oferecidos em Dourados.

Essas articulações garantiram, na época, a implantação de campi do Instituto Federal nos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Campo Grande, MS
23°
Tempo limpo

Mín. 20° Máx. 32°

23° Sensação
3.09km/h Vento
60% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h14 Nascer do sol
06h07 Pôr do sol
Seg 32° 22°
Ter 33° 23°
Qua 32° 18°
Qui 28° 16°
Sex 29° 16°
Atualizado às 21h01
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 361,994,00 -1,56%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Lenium - Criar site de notícias